Família: instituição falida?

Essa semana estava assistindo uma palestra para mulheres, onde era discutido qual o papel da mulher no lar. E acho um tema muito apropriado para nosso blog. Afinal, casamento não é somente se vestir de noiva e tirar foto, né?

Então parei para pensar: nesse mundo, onde a moda é ser mulher fruta e usar o corpo para conseguir o que quer, casamento se tornou uma instituição falida. Muitas meninas já não sonham em se casar. Outras entram no casamento pensando:

- Ah! Se não der certo me separo!

Gente! Onde vamos parar com conceitos tão errados? Onde estão as Cinderelas?

Hoje temos mulheres concorrendo com seus maridos, mudando o conceito de lar. Desmistificando a ideia do casamento, família.

Eu vivi uma época da minha vida em que anulei esse sonho. Não queria casar e odiava tudo o que era referente à esse assunto. Não ia mais aos casamentos que me convidavam e não mostrava intusiasmo com nada disso. Mas mesmo nessa época nunca deixei de acreditar no casamento.

E apesar de estar frustrada comigo e ver bem de perto situações que me fariam correr de qualquer relacionamento, nunca fiz a cabeça de ninguém para desistir do sonho de ser noiva, do sonho de ser esposa.

Existe um mito que amedronta muita gente. Você se casa, mas não é dona do marido, assim como ele não é o seu dono. Casamento não é uma prisão onde a mulher deve estar sob as ordens do marido.

Hoje, curada dos traumas do passado, estou reconstruindo meus sonhos.

Hoje vejo que submissão (inclusive até falamos sobre isso no nosso grupo de noivas no facebook) é totalmente diferente de SER MANDADA. Submissão está ligada ao respeito.

Hoje vejo que nossas crianças estão gritando por atenção, porque a instituição família não é mais um grupo, e sim um conjunto de pessoas que têm ligação sanguínea, mas não têm os mesmos sonhos.

Assistindo essa palestra descobri o significado da palavra MARIDO.

Em hebraico essa palavra quer dizer 'maestro dos sonhos'!

Olha que coisa linda! Isso quer dizer que marido não é aquele manda, como vimos nos casamentos dos nossos avós e bisávos. Marido, também, não é aquele que faz vista grossa e exibe sua mulher como troféu.

Marido é aquele que sonha com você. E melhor que isso, realiza sonhos com você. Assim como em uma orquestra, a música só sairá perfeita, se o maestro conduzí-la. Esse é o papel do marido.

Bom, meninas! Hoje quero levantar a bandeira da família, mesmo que a sociedade tente deturpar esses valores.

Eu acredito na família. Eu acredito em casamento duradouros. Eu acredito em filhos criados sabendo o que são valores. E mais do que isso: Eu ainda acredito no FELIZES PARA SEMPRE!

9 Pessoas deixaram seu pitaco aqui:

Géssica (Kinha) disse...

Eu acredito e concordo com vc!!
Nada de falido, felizes para sempre e amor eterno existem sim!!!!!
Um beijo floor

Gi disse...

Oi Paulinha!

ADOREI o post!
Eu fui criada assim, numa família que me passou valores...cresci vendo meus pais juntos, unidos, independente da situação, dos problemas que surgiram. Cresci sabendo que podia acontecer qualquer coisa, que eles estariam sempre ali. E assim como são o porto seguro para nós, os filhos, eles são o porto seguro um do outro. Não que as brigas não aconteçam, não que dxaram de houver momentos turbulentos, mas o amor e o respeito dos dois sempre nos fez, como família, ultrapassar as barreiras. E é isso que espero para minha vida. Que junto com meu noivo possamos construir uma família tão unida como a que tenho hoje. Ain, falei demais, né? Mas me emocionei...Um bjo querida

Elisa disse...

Eu acredito muito na família! Mas tb acredito no divórcio... Na verdade acredito que todos merecemos a felicidade e não acho que ser obrigado a ficar preso em um casamento seja uma alternativa. Claro que sou contra a fanfarronice do briguei-separei, mas mais forte que o laço do casamento é o laço do amor, entede? Não sei se me expressei bem, mas acho que só podendo se divorciar é que é possível ficar junto pra sempre. Doido, né? Mas pra mim casamento é escolher todo dia ser feliz junto. Se não houver a possibilidade da escolha não sei se a mágica é a mesma...

Bjs!

♥ A Noiva do Helton! ♥ disse...

Eiii Flor!
Muitas pessoas infelizmente possuem um conceito errado sobre casamento, amor e felicidade... é necessário que haja uma ALIANÇA e não apenas um contrato entre 2 pessoas.
A ALIANÇA quando é feita, implica em dedicação, respeito independente das circunstâncias.
Eu acredito no casamento, no amor, na família pois eh um projeto de Deus para o homem...

BjOo! *.*

http://valeriaehelton.blogspot.com/

Tati Batista disse...

Nossa amei a parte do maestro dos sonhos!!!

Concordo com você, acredito que ainda é possível fazer da família uma instituição de sucesso. E se quero casar e para dar certo e não já começar pensando que vai dar errado!!!

Bjs

júh doce mel ♥ disse...

Eu acho sim que pode se construir um casamento baseado em amor respeito carinho sinceridade e muita paciência....boa quarta bjinhosss

http://jhdocemel.blogspot.com/

Nayara Ferreira disse...

Me emocionei com seu texto, Paulinha!
Concordo plenamente com você...
belíssimas palavras!
um beijo

Carlinha Fonseca disse...

Adorei o post!!! Muita gente acredita que o casamento é uma instituição falida, mas muitas, como nós, acreditam nessa união e viverão esse "felizes para sempre".
Beijos

Funny Paper disse...

Paulinha, que post legal!! Concordo plenamente com vc! Casamento não é submissão de nenhum dos dois... conheço maridos que adorariam tomar um chopinho com um amigo e nem se atrevem porque a mulher faz escândalo... olha, tenho 17 anos de casada, não é nenhum sonho, não somos uma família Doriana, mas confiamos um no outro e respeitamos nossa individualidade; fazemos muitas coisas juntos e algumas separados; eu acredito nessa forma de compartilhar!

Bjs

Sil


up